Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enquanto o sono não chegar

Senta na sala, espera em silêncio,
No verbo leve da madrugada,
Aguarda a volta que não chega,
Faz morada, chora sem lenço,

Lágrimas descem no feixe lento, bizarro,

Dedos errantes carregam o cigarro,
E o cigarro os pensamentos,
Memórias queimam rápido no peito,
O trago brando no lábio, leito,

Dos beijos que não mais existem,

O compasso muda, manhã chega,
O sono não vem, a tristeza que fica,
E moribundo cigarro preso nos dedos,
Espera o toque rápido no cinzeiro, incita,

Jorra de longe o raio solar matutino,

Os pés se iluminam, o cigarro se apaga,
O final dos pensamentos, cinzeiro cheio,
Ele espera em vão pela mão que afaga,
Um silêncio culpado, a dor de errar,

Retumbam forrte no peito enquanto o sono não chegar.
Vavelar
Enviado por Vavelar em 17/10/2007
Código do texto: T698560
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e colque link para página original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vavelar
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
68 textos (5767 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 16:25)
Vavelar