Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

queria

queria ver seus olhos
mas há uma cegueira imensa
entre nós
ou será treva
nuvem
chuva

queria ver sua alma
mas há uma barreira imensa
entre nós
não é dique
não é a muralha da China

mas é filtro inescapável

queria tanta coisa
e hoje me pego querendo
apenas viver mais um dia
mais uma ausência menos doída

quero apenas o silêncio discreto
das paredes brancas
quero apenas o monge da torre
enclausurado em suas preces e
pensamentos

queria tanto coisa
e fui desistindo de tudo
a cada dia
perdi tudo
e a vantagem é que nada mais
tenho a perder

não posso ser feliz
não posso ser livre
não posso querer tudo novamente
porque hoje descobri que é inútil

esse vazio intenso
esse não-querer aquecido
com o bafo de panela vazia

essa água que molha mas não lava
essa lágrima que corre mas não faz cessar a dor
a infinita angústia de esperar o dia seguinte
por um milagre
por uma benção caída do céu

e agora, só me vem essa chuva fina
parca, grogue de meus pensamentos enuveados
esses raios fugidios que nada iluminam

o estrondo distante do trovão
e o sal do mar a queimar a pele
brandamente
como se temperasse-me para o fim.

queria muito
hoje
quero pouco ou nada
porque tanto faz
meu querer cessou
cicatrizou e deixou tatuado
na alma o gosto amargo da decepção.

Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 18/10/2007
Código do texto: T699543
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1630 textos (3700739 leituras)
33 áudios (5054 audições)
25 e-livros (142811 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 02:14)
Gisele Leite

Site do Escritor