Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alguém

Na calçada fria,
Exígüo corpo senil espoja,
Insignificante, ninguém olha.
E na convulsão do itinerário,
Desfilam gigantes imponentes,
corações dementes.
Do Alvorecer à aurora.

Na alvura dos seus cabelos,
Em cada ruga do rosto:
Esboço do desgosto
De mãe
De fome
Da solidão.
...

E na inane cadência das horas
A velha desola
Por lhe negarem migalhas de caridade,
E se reduz a uma lágrima que não cai.

(Achei esse texto hoje em minhas anotações. Escrevi quando estava com 17 anos - e já se vão alguns anos...)

Visite o blog "CRÔNICAS DO JOEL - Contos e crônicas" no endereço http://cronicasdojoel.blogspot.com  (ou busque no google por "crônicas do Joel")
Joel Rogerio
Enviado por Joel Rogerio em 21/10/2007
Código do texto: T703643
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joel Rogerio
Colatina - Espírito Santo - Brasil
116 textos (8214 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 04:11)
Joel Rogerio