Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Crédito da Libertação

Crédito de Libertação

“Eu ganho a minha vida/Maquiando
uma estranha sucata imaginária...”

Renata Pallottini

Quando escrevo
Entro na posse dos meus próprios erros e ressentimentos/E ao mesmo tempo me exilo como se em fuga/Para algum não-lugar dentro de mim
Quando escrevo
Tento diluir todos os meus tristes e amargos sofrimentos/Como se escolhesse essa terapia de Escrever/Para ficar livre de existir-me assim
Quando escrevo a existência em seu horror
Entro de alguma maneira em contato com a minha dor
E diluo-a, nesse letral de decantação
Em lágrimas-poemas que nalgum lugar
Muito além do fim
Um anjo recolhe a chorar
E registra esse crédito de minha libertação
Depositando no meu mundo-sombra como perolágrimas...
-0-
Silas Correa Leite – poesilas@terra.com.br
www.itarare.com.br/silas.htm
Poetinha Silas de Itararé
Enviado por Poetinha Silas de Itararé em 21/10/2007
Código do texto: T703762

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Silas Correa Leite). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poetinha Silas de Itararé
Itararé - São Paulo - Brasil, 65 anos
141 textos (51032 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 16:10)
Poetinha Silas de Itararé