Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Evolução!

Tal qual um parafuso torto,
Anacrônico.
Não me encaixo nas engrenagens
que movimentam, ruidosas
este mundo industrial.

Sou de metal estranho.
Não magnético, sem peso
Duro e que facilmente se desfaz.
Um metal frio e pouco maleável.

É a evolução!
Porcas apertam rodas
Chaves controlam mentes
Motores de idéias rangem
Tudo comprimido entre chapas
de ferro enferrujadas.

Robos que matam à fome
comem, famintos, a vida.
Andrajos nas ruas?
Passado imperfeito deletado!

Pessoas desumanas dentro da TV!
Entretenimento sadio para
Felizes famílias de mentira
Que jantam sopa de graxa,
e suco de óleo diesel.

Mas, ouve-se ao longe,
À esquerda da montanha de estanho
Uma voz que grita,
Um choro que soluça.
"Vida? Onde está a vida?"
E cala-se, então,
a verdade mais ímunda.
Elton Veloso da Silva
Enviado por Elton Veloso da Silva em 21/10/2007
Reeditado em 14/02/2016
Código do texto: T703870
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elton Veloso da Silva
Pedreira - São Paulo - Brasil, 31 anos
110 textos (7086 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 02:40)
Elton Veloso da Silva