Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Interessante?... Para muitos sim!...

Interessante?... Para muitos sim!...

Não tem lógica, isto que aconteceu, é sempre a resposta
quando não sabemos explicar alguma coisa que acontece ou que aconteceu,
mas no sobrenatural não existe a lógica, está além da nossa imaginação!...



Vejo minha mãe sentada, sem largar de sua bengala, cabelos bem brancos, mas também são 95 anos de existência, viúva  16 filhos, sendo que 5 já não pertence aos mundo dos vivos, lembro-me de sua altivez, há muitos anos passados, sempre enérgica, e completamente católica, foi até uma autêntica catequista, sempre lembrada por muitos e por uma legião de seus alunos da catequese, sei por experiência própria que ela tem gravada na sua memória  muitas histórias, como está completamente lúcida, eu chego perto e vou logo iniciando conversa:
-- Como vai, Dona Vitória, sempre firme? Há quanto tempo que não a vejo.
-- Vou bem, graças a Deus,  você sempre brincando, porque me vê todo dia, às vezes, quase toda hora!
-- Mãe, qual o fato acontecido  na sua vida que mais mexeu com a sra. Mas, não vem com caso de assombração não!...
-- Ah! Meu filho, foram muitos, mas este lembro-me nitidamente, pra mim não é caso de assombração depende de sua interpretação, então escute bem:
Em 1921, com meus 9 anos, morava mais com minha vó do que com minha mãe, e como eu gostava desta vó Dermina! Ela me preparou e inspirou nos caminhos da religião católica, mais que isso, a amar e ensinar as pessoas seguindo os passos de Nosso Senhor, era humilde mas perseverante, tinha uma capacidade estupenda de reunir pessoas, principalmente crianças, para falar dos mistérios de nosso Pai Celestial, sem ter conhecimento do que era catequese, já era uma catequista de maneira muito peculiar. O seu maior desejo era saber o dia em que ia morrer, esse anseio acho que começou, quando ela vivia na cidade de Itamonte, numa época em que lá apareceram os primeiros missionários, incentivando os fiéis na devoção dos 7 mistérios do terço de N. Sra. das Dores, (7 dores de N. Sra. sofrimentos terríveis, dilacerando o coração da virgem, ao ver seu filho duramente massacrado, sofrimento desesperador até o último suspiro, neste nosso mundo tão cheio de contradições! Sim, um verdadeiro mistério!...)
Vó Dermina, em sua grandiosa fé, um amor tão grande em nosso Senhor Jesus Cristo, via a morte como um refrigério para sua alma, o pedido foi feito à virgem, a vó sempre dizia ter havido em sonho, revelação que quando faltasse 7 anos para ela morrer, seria informada
Faltando exatamente 7 anos, ela teve a confirmação. Estes últimos anos de vida, para muitos, seria um pesadelo, mas para ela, uma alegria, mansidão e espera!
Lembro-me dos comentários dela quando faltava 7 meses mais avisos, seria numa quarta feira de abril, o tempo foi passando, outro aviso da virgem:
-- Prepare que daqui 7 dias às 7 horas da noite  virei te buscar, na véspera da quarta feira, o dia marcado, ela escuta o sino da igreja de São Lourenço  batendo, sinal de que no outro dia teria celebração religiosa, aqui na cidade de São Lourenço, reúne todos familiares, amigos e vizinhos e falou que no outro dia seria o dia de seu falecimento. Então na quarta feira, muito resoluta reuniu alguns familiares e foi para a capela, constatou a presença do velho sacerdote e pediu para confessá-la, assistiu a missa e recebeu a Santa Eucaristia.
Voltou muito feliz para a sua casa, eu era menina estava sempre presente, encaminhei como de costume à noitinha no canto da cama de vovó, observei que ela muito compenetrada rezava seu rozário, deitada logo senti a rigidez de seu corpo, fiquei desesperada, chorando gritei meu primo e vizinho eles chegando constatam realmente está morta, um deles retirando o relógio de bolso  e diz: 7h e cinco minutos.
Foi assim meu filho, sua bisavó soube exatamente o dia e hora que ia morrer!...
Agora não dá,  porque cansei-me um pouco de fazer-lhe este relato, mas ficarei muito feliz em contar-lhe outras histórias acontecidas comigo em algum outro dia.



José Lourenço Florentino
Enviado por José Lourenço Florentino em 21/10/2007
Código do texto: T704005
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Lourenço Florentino
São Lourenço - Minas Gerais - Brasil, 72 anos
356 textos (8187 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 02:09)
José Lourenço Florentino