Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fábula Oriental

Tua confiança me diverte
Ao “tocar campainhas e fugir”
Arianos, eternos moleques
Te esqueces de quem está aqui?

Tu pareces, lá do oriente
A neve na copa da cerejeira
Que cai no inverno, toda crente...
Que é a malvada, a derradeira.

Lembra: o galho rígido e forte,
Por mais neve que suporte
Um dia se quebra e cede
Ao forte peso da neve.

Mas o galho delgado e flexível
Como espírito de menino,
Suporta um pouco o peso terrível
E mesmo sendo pequenino:

Sob o peso da neve se dobra!
E volta confiante ao lugar
Deixa cair a neve de sobra,
Sabendo que jamais quebrará

Vejo a neve cair em mim
Ameaçar ir embora assim,

Me dobro, me despeço da neve,
e o vento que a leve!

Deixo ela cair no chão,
(E sorrio pra ela, então)

Volto ao lugar, me acerto,
Que vem outra neve por certo...

A neve no chão olha pra mim,
Não sabia que seria assim

Eu no alto, sorrindo a olhando
Ela, no chão, derretendo e chorando.


(20 jan 2005)
Odemilson Louzada Junior
Enviado por Odemilson Louzada Junior em 12/11/2005
Código do texto: T70760
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Odemilson Louzada Junior
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 42 anos
299 textos (13660 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:05)
Odemilson Louzada Junior