Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doce tempo

        Edson Gonçalves Ferreira

Minha mãe tinha cabelos brancos
E a face docemente sulcada pelas marcas do tempo
Bendito seja Deus que me permitiu vê-las
E, durante anos, beber
A fala mansa, forte, clara e honesta dela
Mais de setenta anos e uma alegria de viver invejável
Assim vou também envelhecendo
Juventude na velhice, palavra tão depreciada
Idoso é pomposo, ser velho é ser nobre
Ter história e não escondê-la
Somos como árvores
Depois das flores e dos frutos, ainda a resta a sombra
Onde tranqüilos, repousamos
Ó Senhora minha mãe! - minha doce sombra
Morrer é voltar ao útrero
Somos sempre meninos e meninas
Quando o coração ainda sente.

do livro "Retratos em pérolas"
edson gonçalves ferreira
Enviado por edson gonçalves ferreira em 24/10/2007
Código do texto: T707916
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
edson gonçalves ferreira
Divinópolis - Minas Gerais - Brasil
1160 textos (135581 leituras)
141 áudios (48646 audições)
5 e-livros (699 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 05:47)
edson gonçalves ferreira