Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CENA URBANA

lisieux

MOTE: "Ninguém percebeu
a cor do sangue que sujava a imagem" (Regina Más)

A falta de coragem,
de ânimo, amor,
impedia os passantes
de enxergarem a cena,
a cor do sangue, da pele,
da dor, da omissão...

Nem polícia, resgate,
SAMU, rabecão...
nem padre ou pastor
pra dizer oração

apenas os passos do povo apressado
os olhos toldados no sol de verão

sequer um cachorro a farejar
o corpo caído
em putrefação...

o sangue secando na rua
já não tinha cor...

vermelha a (falta de) vergonha.

BH - 20.10.07
lisieux
Enviado por lisieux em 24/10/2007
Código do texto: T708036
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 62 anos
394 textos (14580 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 20:06)
lisieux