Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRISTE SERENATA




     LUAR CRESCENTE

     MAR, CHUVA DE PRATA

     SOU CEGO, CONSTATARAM

     CANTO, N'UM REPENTE...

     EM SERENATA, TORMENTO

     NADA VEJO, LAMENTO

     ENCANTO, NOITE CÁLIDA

     ROLAM LÁGRIMAS, RETIDAS

     SOPRA SUAVE VENTO

     VISÃO, LUMINOSIDADE

     IMAGENS PERDIDAS.

     SOMBRAS NO OLHAR

     SILHUETAS DISTORCIDAS.

     
 


   

     



     

Maurélio Machado
Enviado por Maurélio Machado em 13/11/2005
Reeditado em 13/11/2005
Código do texto: T71005
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maurélio Machado
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil
7710 textos (1652125 leituras)
2 áudios (1128 audições)
88 e-livros (6117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:45)
Maurélio Machado