Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

surdez

estamos surdos aos apelos do mundo
é um silêncio denso
que dá para cortar com uma navalha
é uma ausência de sentidos,
nuvens, trevas e solidão.

estamos surdos aos gritos do mundo
é um silêncio-muralha
que nos isola das angústias alheias,
é silêncio insular
a nos ilhar dentro de nós mesmos
não ouvimos nem mesmo a voz da consciência

não ouvimos,
ficamos imersos e translúcidos
não percebemos nem a vibração do som

e no agnóstico momento
onde tudo é inércia e mesmice
a pluma flutua a bailar
estranha, diante da orquestra invisível

não ouvimos os tiros,
não ouvimos as granadas que explodem,
os corações que eclodem diante da indiferença
diária e brutal

não ouvimos o desabar das emoções
que soterram almas
erosivas pelo isolamento.

essa surdez
essa certeza do falso silêncio,
essa dúvida diante do sibilar das palavras,
o eco e grito se respondem
mutuamente
perfazendo uma maiêutica
vulgar e coloquial

na minha semi-surdez
a necessidade de captar ao longe
a crina ao vento,
o farfalhar das  folhas secas,
a trilha sonora das sombras da tarde.

esse silêncio como um fog
é neblina, é nuvem
e, é dúvida
é a pausa de meditação
e movimento.

rijo permaneço diante tudo
inflexível,
impassível
como se ausente estivesse
como se autista fosse
a balançar em busca do
pêndulo perdido

essa surdez
é lirismo contido
é mistério inacabado
é opus dei sem deus
é recital de pássaros,
na manhã angulosa de
chuva fina.

Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 26/10/2007
Reeditado em 26/10/2007
Código do texto: T710647
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1649 textos (3728591 leituras)
35 áudios (5080 audições)
25 e-livros (143608 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 13:48)
Gisele Leite

Site do Escritor