Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mundo novo

Mundo novo

Do quadrúpede ao modernista,
O homem galgou degraus...
Criou tecnologias,
Divertiu-se em suas orgias...
Esqueceu os ancestrais, deixou de ser natural...
Transformou-se em anarquista...

Essa espécie inteligente,
Esqueceu dela, a infância...
Sufocou a natureza,
Seu equilíbrio, sua beleza...
Rompeu a lei universal exibindo sua ganância...
Seu egoísmo destruiu o descendente...

Criou o efeito estufa
Que provocou o degelo...
Poluiu mananciais...
Extinguiu os animais...
Foi tão estúpida, que podia ser modelo...
Um suicida que na vitima, se camufla...

Os oceanos invadiram os continentes...
Desertos agradecem o novo clima...
O planeta mudou seu eixo...
Tempestades mostram forças sem desleixo...
Fogo e febre fazem a festa, e a morte se anima...
No plano etéreo, o homem chora descontente...

Seu espírito vê nascer um novo mundo,
E agora o homem sabe,
Que só as espécies estiveram ameaçadas...
Habitando no plano astral de uma terra equilibrada,
Descobre afinal, quem é a majestade,
Ao voltar, após infinitos segundos...
Jacó Filho
Enviado por Jacó Filho em 26/10/2007
Código do texto: T710809
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jacó Filho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
3430 textos (290511 leituras)
1 e-livros (294 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:44)
Jacó Filho