Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O HOMEM DE DEUS

(Na Praça dos Três poderes)

 

 

Voltado para o congresso

Eu vi um homem chorar,

Lamentava o insucesso,

Sentia frio e fome

E não tinha onde morar.

Lá dentro, homens posudos,

Bolsos cheios de dinheiro,

Ignoram, que absurdo,

Este e outros brasileiros.

Duas vezes o vi olhar

Pro palácio ali à frente,

Mas de lá não virá socorro,

Pois o homem é presidente

Que não atende ninguém,

Muito menos um carente.

À esquerda deste homem

Há o Palácio da Justiça,

Mulher cega de um olho,

A rainha da preguiça.

Dali  tu corres o risco

De ser preso por vadiagem,

Entre grades e treliças.

Ó brasileiro sem nome,

Que vive como indigente,

Não sabes que nesta Praça

Todos são indiferentes

Com o que se passa na vida

Daqueles que são carentes?

 

 

Foto e texto feitos em 2005.

(Hull de La Fuente)

.

Hull de La Fuente
Enviado por Hull de La Fuente em 26/10/2007
Código do texto: T711083
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hull de La Fuente
Brasília - Distrito Federal - Brasil
2667 textos (397910 leituras)
2 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 06:47)
Hull de La Fuente