Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMARRADA

Da janela vejo a vida
Lá fora, passando..
Eu me sinto estranha.
Como se estivesse presa.
Numa teia de aranha.
Quero sair, viver,
Mas não consigo
Estou realmente presa.
Não! Isso não faz sentido.
É uma loucura o que digo.
Mas, não encontro a paz.
Tão almejada, sinto me assim
Amarrada....
Nada me satisfaz.
Só esta saudade insaciada.
Em meu viver
Saudade de que?
Do que nunca foi,
Do que nunca vivi.

novelasco
Enviado por novelasco em 26/10/2007
Código do texto: T711555

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
novelasco
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
177 textos (8839 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:15)
novelasco

Site do Escritor