Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEA CULPA

Pequei,
Pela ingenuidade de querer - te tanto,
Acreditando nas promessas não cumpridas,
Em que o desejo dividiu a razão e o encanto.

Pequei,
Pelas noites acordada a velar teu sono,
Pela sôfrega paixão alucinada,
A perder - me neste olhar tristonho.

Pequei,
Pelos gestos tresloucados de uma alma enamorada,
Pela sublime angústia remédio frequente dos que amam,
Por esperar sonhando e por tua ausência lamentando.

Pequei,
Pela verdade dita sem nenhum receio,
Na escurdião da noite ao ser teu devaneio,
Em plena alegria receber - te por inteiro.

Pequei,
Pelo pudor irriquieto ao teu desabafo,
Quando apressastes em apelo por meu regaço,
Acreditando nos tostões de ínfimos amassos.

Pequei,
Por venerar-te  sem  nenhum pudor,
Pela languidão do beijo que me deste,
Pela beleza indefinível que o olhar investe.

Pequei,
Por evitar a máscara da verdade,
E envolver - me no momento quem que chegastes,
E como vampiro de minha alma apoderastes.

C.R.S  26/10/07
TEACHER
Enviado por TEACHER em 26/10/2007
Reeditado em 12/07/2008
Código do texto: T711615

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TEACHER
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
158 textos (8045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 21:32)
TEACHER