Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Divagações

Várias formas pra chegar
Ao mesmo lugar
Tantos lugares pra estar
Quase ao mesmo tempo

Quase tudo é prova de amor
Muitos corações pra aplacar
E o perigo eminente
De ainda assim não agradar

Haja inspiração e força de vontade
Sinto-me na contramão
E o gás está pela metade

Sigo correndo riscos
Este é o jogo da vida
Mas antes do cheque-mate
Vou terminar a corrida

De tudo o que levo comigo
Nada nunca é o suficiente
Às vezes tenho em mim um amigo
Às vezes me sinto doente

Mas vamos tentar compreender
Que são várias as dores pra amar
Ou vamos tentar responder
As questões que o mundo agitar

Quase não sinto mais os choques
Que não me deixavam dormir
Quase não volto atrás
Meus monstros estão a me perseguir

Um passo errado e eles me alcançam
Veja quantos carrego comigo
O lado bom é sentirem o que sinto
Talvez algum fique meu amigo
Anjelus
Enviado por Anjelus em 27/10/2007
Código do texto: T711800

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Anjelus
Apucarana - Paraná - Brasil, 40 anos
142 textos (2995 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 19:15)
Anjelus