Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA DESPEDIDA

Ao despedir-me dela, naquele instante,
eu  podia  sentir  todo o seu sofrimento.
Eu  ia embora, deixá-la, o quanto antes,
mas, pra muitos, um instante é tormento.

Eu precisava despedir-me, ir embora,
era exigência de projetos  elaborados,
mas  não podia  esquecer e jogar fora
como se  fosse  um objeto abandonado.

Ela olhava lentamente a  minha partida,
como se fosse a última vez que ela me via.
Tudo ficava de uma forma muito estranha,
 mas eu voltaria pelo amor que ela sentia.

Porém o futuro é algo escuro, inconsistente,
tira-nos o que nós queremos, mas não temos,
quando  perdemos um amor tão de repente,
somos expulsos, repelidos, a outro extremo.





.26/10/07-VEM

                                 
Vanderleis Maia
Enviado por Vanderleis Maia em 27/10/2007
Reeditado em 15/08/2008
Código do texto: T711837
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vanderleis Maia
Imperatriz - Maranhão - Brasil
1412 textos (112350 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 14:34)
Vanderleis Maia