Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DÂNDI DO AMOR

Sabia que havia um rio dentro mim
Que devia desaguar em algum mar
Mas as águas sumiram
O deserto habitava meu olhar
 
Os erros do passado ainda pesam
Era eu um tresloucado beija-flor
Que pousava em todos as flores
Como um dândi na busca do amor

Mas tudo tem um sentido e eu nem sabia
O amor esquivo, tecendo suas teias
Armou um visgo que me prendeu

Agora ando com meu coração doído
A disfarçar os sentimentos trôpegos
Nos bares da vida, sem ter uma razão
Celio Govedice
Enviado por Celio Govedice em 27/10/2007
Reeditado em 10/08/2013
Código do texto: T711913
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Celio Govedice
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil
1274 textos (69596 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 05:54)
Celio Govedice