Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espera

Responda-me,
Para onde foram todos os nossos sonhos compartilhados?
Foram esquecidos ou deixados em uma canção?
Às vezes, parece que só tenho de esperar...
Pela dor ou pela liberdade.

O silêncio absoluto me traz à mente a imagem do seu rosto.
Uma sensação melancólica como cordas musicais ou como um rasgo solitário caindo de seu lugar.

Contudo, a música parece facilitar a minha dor.
Com seu forte reino em bronze sinfônico num ritmo fúnebre.
A minha marcha para o infinito.

E eu prometo esperar-te
Pois eu moldei minha alma ao mar.
Mas os dias parecem agora infinitos,
Até que você volte.
Gabriela Malheiros
Enviado por Gabriela Malheiros em 13/11/2005
Reeditado em 08/02/2006
Código do texto: T71207
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gabriela Malheiros
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 26 anos
15 textos (1006 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:42)
Gabriela Malheiros