Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MOMENTO DE CONQUISTA

por Regilene Rodrigues Neves

Estou vivendo hoje um momento de conquista
Ontem um sonho...
Hoje uma realidade.
Ainda me lembro como se fosse hoje
Uma gravidez inesperada
Sem preparo de vida pessoal
Que dirá para pôr um filho no mundo,
Mas era minha realidade naquele momento
Um exame positivo de gravidez
Um mundo todo desmoronando
De incertezas, medos, inseguranças!
Pensei o que dizer a minha mãe
Que sonhara para mim um casamento
De véu e grinalda
E o que tinha para ela naquele momento
Uma barriga, com um filho...
Um futuro sem preparo...
Como chegar naquela mulher
Que tanto me quis o bem
Que lutou, passando por cima de tantas dores da vida,
Para que eu fosse o melhor por nós
E agora?
Era a pergunta que não se calava nos meus sentimentos
Foi passando os meses a tortura, o desespero,
Remoendo dentro de mim,
O pai como todos:
Você que não cuidou
Tipo se vira.
Fui enfrentar minha mãe
Que acabou por aumentar minha culpa
Daí sobraram às rejeições, o filho,
E um futuro...Fechei os meus olhos...
Só me restava Deus!
Confessei a Ele
Que só quis ter um pouquinho de todo amor
Que me faltava
De pai, mãe, família, homem...
Deixei meus sentimentos estendidos
No pranto de todos os desafetos
Que tragava minha alma naqueles momentos
De uma grávida carregada de sentimentos
Orei na fé do meu desespero
Foi como se Deus me desse à mão
E dissesse vá, abrace seu filho e lute...
Estarei contigo!
Assim segui o meu destino
E revoltas na alma...
Veio o nascimento...Uma menina...
O que eu tinha para oferecer a ela
Uma mãe cheia de dores nos sentimentos
Carregada de sensibilidade e amor,
Uma frágil mulher
Que só tinha um corpo pra lutar
Mas tinha a fé
Que a fez se manter dentro de um caráter e honradez
Que não se perdera naquela gravidez
Que fora por amor e não pela carne simplesmente
E dentro desse amor eu me mantive...
Embarquei nele nosso futuro
E o soltei no tempo que lutei...
Hoje um passado me repassa um filme
Quando: Vejo esta filha com dezoito anos de idade...
Prestando seu primeiro vestibular...Chegando em mim dizendo:
Mãe eu passei, foi pra você e eu vou vencer e vou cuidar de você,
Por tudo o que você passou por mim
E nós vamos provar pra aqueles que nos desacreditaram
A nossa força e que não foi em vão a sua luta.
Hoje sou lágrimas vencidas na fé
Que se não fosse ela e as mãos de Deus que tem me amparado
Em todos os sacrifícios que tenho passado
Para construir para os meus filhos a família que os neguei
Por não planejar com a razão e sempre com a emoção e o amor!
Hoje tenho colhido as conseqüências dos meus atos,
Mas também abraço a recompensas das minhas lutas
Em dois filhos maravilhosos
Que tem acrescentado na minha guerra de vida
De amor e de paz, felicidade, como essa que hoje partilho...
Estamos vencendo e crescendo...


Em 07 de julho de 2005















regipoeta
Enviado por regipoeta em 13/11/2005
Código do texto: T71223

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
regipoeta
Goiânia - Goiás - Brasil, 54 anos
1312 textos (134354 leituras)
22 e-livros (7176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:59)
regipoeta