Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



ESPERANÇA

Saio do poço profundo da inconsciência
Abro os olhos da alma ao amanhecer
Sinto um raio de sol brotar da essência
Num acordar desejoso de sobreviver

Mergulho nas cinzas frias
Onde as lembranças viraram pó
Não há uma brasa sequer
Para aquecer meu corpo só

Insisto em aprender a viver
Em manhãs de inverno soturno
Minha alma está a sofrer
A espera dum alívio profundo



27/10/07  -  16:52 h

Raio de Lua
Enviado por Raio de Lua em 28/10/2007
Reeditado em 14/01/2013
Código do texto: T713002
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Raio de Lua
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
2394 textos (1398535 leituras)
15 e-livros (54395 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 12:39)
Raio de Lua