Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desatinado

 

Nessa vida sem destino

Vou seguindo em desatino

Pelos becos da agonia

Nos lamentos dessa vida

 

Não há em mim o que idear

Nem tenho sonhos para buscar

Atiraram-me no chão de lama

A cara suja é minha herança

 

Vou seguindo cabisbaixo

Maltratado e maltrapilho

Sou eu mais um desgraçado

Um pela vida, jogado

 

Só me coube a sentença

De seguir a triste sina

De ser um pobre diabo

Um mal amado, um rejeitado

 

Sou um traste no caminho

Um renegado de tudo

Sou resto dos desenganados

Sou um pobre desgraçado

 

 

 .

Glorinha Gaivota
Enviado por Glorinha Gaivota em 28/10/2007
Código do texto: T713125
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glorinha Gaivota
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
893 textos (38483 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 08:12)
Glorinha Gaivota