Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deserto de solidão

Ouço os paços da solidão
Deixando profundas pegadas
Que no meu íntimo cria ciladas
Na fina areia do meu coração.

Traz confusões pra minha mente
Ilude toda a sanidade pendente
de uma alma ainda carente.

Traz lembranças equivocadas
De palavras nunca encontradas
De sentimentos que jamais senti.
De uma vida que ainda não vivi.

Traz medo ironico à mente.
Medo de uma solidão imune
Que com um passado impune
triste esconde-me o presente.

Medo infame sem compaixão
Atirando-me em deserto imundo
De ódio inconscinte do mundo.
Deserto lúgubre de solidão.

As lágrimas tocam a areia
E toda felicidade efêmera passeia,
Longe do meu peito ferido,
De um chorar intumescido.

Se tudo termina nesses dias
Apenas terei fugido
De um deserto enfurecido
Que de lágrimas afogou utopias.
Thiago Rodrigues
Enviado por Thiago Rodrigues em 28/10/2007
Reeditado em 28/10/2007
Código do texto: T713462

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiago Rodrigues
Londrina - Paraná - Brasil, 30 anos
31 textos (1533 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 11:24)
Thiago Rodrigues