Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mísero

Sentado na calçada
Tremendo de frio
A alma atormentada
Os olhos arredios

Sem fé nem esperança
Sem graça nem amor
Carente qual criança
Semblante de senhor

Carinhos não ganhou
Beijos não conheceu
Quem te discriminou
A rua ofereceu

A fome é companheira
A noite uma sentença
A pena derradeira
É a cruel diferença

A sua mão erguida
Espera que outro estenda
Sem sorte definida
Percorre sua senda

Antonio Carlos Duarte
Enviado por Antonio Carlos Duarte em 28/10/2007
Reeditado em 10/07/2010
Código do texto: T713572
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Carlos Duarte
Barão de Cocais - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
185 textos (4751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 13:26)
Antonio Carlos Duarte