Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão bem vinda

A face ainda marcada
pela última lágrima
tem nos olhos perdidos
um desejo incontido
a espera que não cessa
a dor que me é bem vinda.

Solidão bendita

Ainda guardo nos lábios
o sabor do teu sexo
sinto na alma
o calor do teu líquido vital
tua boca me trás o doce
preciso dele, me acalma.

Benditos são os versos que faço.

Saem de mim
estão repletos de você
me inebriam, me entorpecem
me trazem teu cheiro
me fazem sentir teu corpo
teu peso me aquece
desenho no ar teu contorno
te trago mais perto.

A solidão agora é bem vinda

Meu corpo ainda espera
meu ventre ainda te sente
aninhou-se nos meus seios
cravou neles suas marcas
matou sua sede,
acomodou-se e adormeceu
vigiei e guardei o teu sono
Ao teu o meu se rendeu
Te amei uma única vez

Ainda te espero
na doce companhia da solidão
que me traz você.

 


Monica San
Enviado por Monica San em 29/10/2007
Código do texto: T714979

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monica San
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 47 anos
251 textos (6365 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 23:57)
Monica San