Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Pranto da Natureza

  O Pranto da Natureza    (139)
   
Quanta beleza na natureza,
Quantas lágrimas, derramadas!
Quando ao redor, devia ser beleza,
Por muitas florestas, cortadas!
   
Quantas lutas, para viver,
Quantos esforços, para continuar?
Quantas mutilações, para ver?
Que não fazem, o homem parar!
   
São muitos, os abismos sem fundo,
Pela incompreensão, nossa.
Continua errante, este mundo,
A tudo, fazemos vista grossa!
   
Quanta injustiça, praticando,
Quantos, ganham a corrida?
Quanto dinheiro, se vai ganhando?
Quanta promessa, não cumprida!
   
Quanta criança, abandonada?
Quantos amores, infelizes!
Quanta gente, divorciada?
Por haver enganos, e deslizes!
    J. Rodrigues  02/08/07
Galeano
Enviado por Galeano em 29/10/2007
Código do texto: T715025
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Galeano
Portugal, 81 anos
522 textos (103789 leituras)
14 áudios (2001 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:48)
Galeano