Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

mãe

Mãe

Mãe, te vejo recostada à poltrona
Contando contos que na vida soma
E vejo um lindo brilho em seu olhar
Então me vejo como personagem
Que em teus contos fazia traquinagem
Em tempos idos que fico a lembrar

Toque de fada, infância encantada
És tú mamàe guiando-nos na estrada
Levando a vida com sinmplicidade
Quantas noites passou acordada
Medindo a febre desta petizada
Que tú criastes com sobriedade

Filhos perfeitos, isso em seu conceito
Que quando fala quase explode o peito
Pois teu amor supera a razão
Olhando atenta a foto amarelada
Olhos molhados, te vejo emocionada
Com os tesouros do teu coração

Conservas viva a imagem do passado
Nenhum fato ficou arquivado
Tudo gravado em sua lembrança
A madureza nos chegou calada
Nos colocou em outra caminhada
Mas os teus olhos nos vê como criança

Eu te agradeço mãe por dar-me a vida
Em cada passo  tua lembrança viva
A educação herança a mim deixada
E a Deus elevo o meu pensamento
Por permitir estar neste momento
A teu lado minha mãe amada

                                       Enio   28/10/2007
Enio Beniamino dos Santos
Enviado por Enio Beniamino dos Santos em 30/10/2007
Código do texto: T715660
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Enio Beniamino dos Santos
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
18 textos (631 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 20:24)
Enio Beniamino dos Santos