Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem dera fingir não doesse...

O supremo bem da vida humana...
Atrás do medo há desejo,
um sonho ganho por amor.

Tão falho, tão doce, infiel.
O sentido do perdão,
o desespero seguido da impaciência.

Tão sujo, tão feio, surreal.
O abraço distante,
Atrás da força há um precipício.

E eu sigo tentando te agradar...
Tão longe, tão caro, inalcansável.
O foco perde a função.

Não se esconda de mim!
Olha nos meus olhos e sonha comigo!
Atrás do amor há sacrifícios...

Tinha pouco mais de nós.
Tão lindo, tão forte, inimaginável.
Hoje, mal sei quem és.
LaGabrielle
Enviado por LaGabrielle em 30/10/2007
Código do texto: T715738

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.dominohs.blogspot.com" e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LaGabrielle
Curitiba - Paraná - Brasil
11 textos (515 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 23:09)
LaGabrielle