Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INDRA

A tempestade vem e chega novamente.
Senti tua falta, ó irmã algazarrenta!
Tu vens de novo a me trazer esta tormenta,
és a demência que me assola de repente.

Ó tempestade que aparece de relance,
és a pioneira daquela arte de matar
bem lentamente, és veneno e manjar.
És armadilha que nem foge ao meu alcance.

Depois de algumas horas, vem a calmaria.
E o sentimento de que alguém brinca com a gente...
Como um boneco de vodu cuja dor sente
de pouco em pouco em uma lenta bruxaria.

Foste embora e me deixou desamparado.
Aquela dor é só resquício neste agora.
Te visitar não é possível, onde moras?
Será tua casa este mundo desolado?
Sauloeduk
Enviado por Sauloeduk em 30/10/2007
Reeditado em 31/05/2008
Código do texto: T715821

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sauloeduk
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 30 anos
16 textos (1323 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 22:34)
Sauloeduk