Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sou

Sou pó
Sou lama
Sou resto de estoria.

Sou poeira
De um tempo
Em minha memória.

Sou sobra
De um nome
Sem honra e sem glória.

No pódio
Sou réu julgado
Nas portas.

Sou blinde,
Poeta,
Sou homem mortal.

Sou tumulo,
Sou obra
Meu futuro é a morte.
Lúcio Barbosa
Enviado por Lúcio Barbosa em 30/10/2007
Código do texto: T716335
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Barbosa
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 52 anos
59 textos (5609 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 18:20)
Lúcio Barbosa