Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PIXADOR DE CADERNOS

REGANDO FLORES COM ESPERMA

EU FAÇO UM POEMA SEM SENTIDO
SEM COBRIR SEM DESCANSAR
RIMO ESTE VERSO COM UM SOM PAREÇIDO

OQUE VEJO VIRA LÁGRIMAS
OQUE COMO VIRA MERDA
OQUE BEBO VIRA MIJO
E A VIDA PASSA LERDA
QUASE PARANDO,QUASE ATROFIADA

MEU PESCOÇO É PARA VAMPIROS E GUILHOTINAS
MEU PINTO PARA MENINOS E MENINAS
PARA ANUS E VAGINAS

MEU ESPERMA É DOCE
E NINGUÉM ME CONTOU
PESSOAS DORMEM ENQUANTO DURMO
E O POEMA ACABOU.

pedro carmo
Enviado por pedro carmo em 15/11/2005
Código do texto: T71793
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedro carmo
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 34 anos
172 textos (5174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:31)
pedro carmo