Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAMENTO

lisieux

Sinto a vida a correr, celeremente...
fluida, ela me foge e já se esvai
como no outono a folha velha cai
deixando os galhos secos, tão somente.

Os dias têm um gosto de degredo
longe da terra onde estivemos juntos
em que esgotamos todos os assuntos
e partilhamos todos os segredos.

E embora hoje já seja primavera,
as flores se negaram a florescer...
ficaram no passado, de quimera,
tão impossível, amado, de esquecer.

Só resta a tua sombra no meu sonho,
a tua voz que o som do vento imita.
E o meu amor, que agora ainda palpita
nos versos solitários que componho.

BH - 26.09.07
02h54m
lisieux
Enviado por lisieux em 01/11/2007
Código do texto: T718439
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 62 anos
394 textos (14565 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 23:58)
lisieux