Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPERANÇA

Te amei tanto, tanto.
Cai em pranto.
Foi tamanho o desencanto.

Mas a vida.
Ah, a vida ajeita tudo.
A vida nos protege quanta venta forte.
Ela é como um sobretudo.

Podemos de imediato não entender.
Mas o destino costuma tecer.

Ele que me viu sofrer.
Veio outra oportunidade de ser feliz me oferecer.

Te amei a vida inteira.
Chorei como cachoeira.

Mas agora vejo que no horizonte um lindo sol desponta.
A vida me diz:
Menina, não seja tonta.
SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 01/11/2007
Reeditado em 10/04/2011
Código do texto: T718885

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
4570 textos (80379 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 08:21)
SONIA DELSIN