Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A solidão em versos

Ouço estalidos no coração
Um ranger febril
De descompasso inquietante

Sombras de formas confusas
Entroncamentos do silêncio
Ditos não escritos da nossa jura
Não ouço mais tua poesia.

Morrer de fome intelectual
Mas pior que seja
Não ter o teu amor: poema.

Que fazer com este sentimento...
Ele afoga lágrimas sem cair
Tange o vento para que não digas
Porque não vem aqui comigo?

Se o sabor é tão forte
E os temperos
Esculpidos de letras selecionadas...

A solitude da tua falta
O amor métrico e fonético
Que tanto sinto que sentes
E por hora: não fala, cala.
Lorenzo Giuliano Ferrari
Enviado por Lorenzo Giuliano Ferrari em 03/11/2007
Código do texto: T721359
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lorenzo Giuliano Ferrari
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1817 textos (50965 leituras)
1 áudios (2457 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 08:12)
Lorenzo Giuliano Ferrari