Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO


VENTOS DE OUTONO
ENTRAM PELA PORTA...
CAIDA NO CHÃO ELA VÊ,
FOLHAS SECAS NO CHÃO.

VENTOS UIVANTES,
NUVENS NEGRAS,
GALHOS SECOS,
NINHOS VAZIOS.

CASA ARROMBADA,
MEIO ABANDONADA,
TELHADO CAINDO,
JANELA QUE BATE.

É O FRIO QUE ENTRA
INVADINDO O VAZIO,
QUE ALI FICOU.
ELA CAIDA TRISTE
SEM FORÇAS ELA VÊ.

UM ÚNICO SOM
SE FAZ FORTE...
BATIDAS LENTAS,
BATIDAS FORTES!

NO ANÚNCIO DA MORTE
O SILÊNCIO É ORAÇÃO,
PELO CORAÇÃO
QUE JAZ NA SOLIDÃO!
Mauricio Chila Freyesleben
Enviado por Mauricio Chila Freyesleben em 03/11/2007
Código do texto: T721513

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauricio Chila Freyesleben
Piçarras - Santa Catarina - Brasil, 44 anos
296 textos (15501 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/17 16:34)
Mauricio Chila Freyesleben