Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO, AMOR & VERSOS

Ouço o tilintar do meu coração
Como de finos cristais se partindo
É o puro descompasso da emoção

Sombras de tuas belas lavras difusas
Entroncamentos de teus descaminhos
Pena que tu não vejas quando cruzas
Que continuam ao ar meus versinhos

Não morres de fome intelectual
E, eu mais me alimento do teu poema
Que me deixa maluca, etc. e tal

Mas, não entendo esse teu sentimento
Meu amor é maior que o glamour do cinema
Pra te amar será ao meu jeito; lamento
Eu não saberia apenas num tema...

Mesmo um forte e saboroso tempero
Marcado em doce e fina partitura
Não aliviaria o desespero
Nem mesmo deixaria mais segura

Necessito bem mais que do poema
De um sentimento puro e verdadeiro
O amor métrico não resolve o problema
Mas, se és fonético, saras ligeiro
Enquanto eu seguirei o triste dilema
Mas, por hora peço: não cala, fala.
Tânia Regina Voigt
Enviado por Tânia Regina Voigt em 04/11/2007
Reeditado em 13/04/2009
Código do texto: T722523

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome da autora). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Regina Voigt
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
1026 textos (48145 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 15:17)
Tânia Regina Voigt