Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOVÓ

Grossa espuma de enxurrada
Em farra de cabra-cega
Vem brincar aqui na escada
Que a tia não te esfrega

Come um pudim de pão velho
Pegue o prato e me siga
Leve o balão de gás hélio
E alimente estas lombrigas

Chupe a fruta até o caroço
Engole do miolo à casca
Você é muito bom moço
Jogue cartas sem trapaça

Monte nesse potro manso
Ponha o chapéu na cabeça
Veja se desvia do ganso
E não chute a gata vesga

Não demore para a janta
Senão a comida esfria
A sobremesa hoje encanta
Sua fome de ambrosia

Cante muito bem afinado
Que a bruxa se afugenta
Ela gosta do desentoado
Que tem a voz agourenta

Tire as folhas do telhado
Puxe com este ancinho
Se tirar todos os galhos
Ganha um beijo no focinho

Vovó já vai deitar
Dorme amor de menininho
Nunca deixe de lembrar
Que lhe adoro meu netinho

Com olhos lacrimejantes
A garganta fechada em nó
Recordo os felizes instantes
Que passei com minha avó

Vovó vive no meu peito
Ouço-lhe como uma canção
Se as panelas têm seu cheiro
Seu armário é meu coração
Gê Muniz
Enviado por Gê Muniz em 05/11/2007
Reeditado em 15/08/2012
Código do texto: T723721
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gê Muniz
Campinas - São Paulo - Brasil
1210 textos (34502 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:08)
Gê Muniz