Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os vendidos.

Quando era criança ouvi dizer:

Se não fizeres os favores certos,
Ás pessoas que são as certas,
Não estás do lado dos espertos,
E as portas não são abertas.

Entretanto cresci, e agora digo eu:

No mundo do trabalho nato,
Em que eu tenho vivido.
Há os que se vendem barato,
E eu, que nunca fui um vendido.

Nesta vida de incerteza,
Há os que se vendem barato.
Ao pensarem ter esperteza,
Só têm falta de tacto.

Pensam estar realizados,
Nas suas ambições desmedidas.
Não vendo que estão escravizados,
Nas acções mal comedidas.

Há os que se vendem barato,
Tentando obter favores.
Procurando no bom trato,
Por eles morrerem de amores.

Os outros, os que não são vendidos.
Normalmente maltratados.
Acabam sempre sendo traídos,
E nunca são bem amados.

Só tu podes escolher,
De que lado te encaixas.
Se sabes o que queres ser,
Ou se a tudo te rebaixas.

zeninumi   5/11/2007
zeninumi
Enviado por zeninumi em 05/11/2007
Código do texto: T724376

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
zeninumi
Portugal, 58 anos
21 textos (606 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 21:18)
zeninumi