Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BOA NOITE, SOLIDÃO!

Chego de minhas andanças
Na casa de velhas lembranças
Venho de qualquer lugar
O que importa?
A velha porta,
já está a me esperar

Abro com a mesma chave
Seu rangido ainda é grave
Como a voz louca do trovão
Prenunciando a tempestade
Que se aproxima com a velocidade
Do bater do meu coração

Na mesma cama me deito
E o furacão no meu peito
Me traz a lembrança sua
Me juraste amor sem fim
Mas afastou-se assim
Deixando minh'alma nua!

Passo horas divagando
O pensamento navegando
Em mares de ilusão
Tento muito te esquecer
Mas tudo o que posso dizer
É - Boa noite solidão!





Edil Franci
Enviado por Edil Franci em 05/11/2007
Código do texto: T724581

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Edil Franci e o site www.recantodasletras.uol.com.br/autores/edilfranci). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edil Franci
São Paulo - São Paulo - Brasil
903 textos (74438 leituras)
2 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 18:24)
Edil Franci