Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A solidão em nós

Seus olhos que me negam
Me visualizam o tanto que me queres
Seu corpo que se desvia do meu vento
Sopra uma voz silenciosa que suplica
Um momento seu junto do meu

Seus braços que se cruzam
Deixam sobrando um espaço que me cabe
E me chamam a extinguir sua solidão

Meus olhos que te regam
Fazem brotar (ao meu ver) a flor em ti
Meu corpo pega carona na sua expiração
E minha vontade de você é gritante e platônica
Pois no momento não sei dizer o tanto que te quero

Mas meus braços não se cruzam
Deixo vago um espaço que milimetricamente te cabe
Para que assim transborde fora de mim a solidão
Borgys
Enviado por Borgys em 05/11/2007
Código do texto: T724678
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Borgys
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
480 textos (22805 leituras)
4 áudios (290 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 15:04)
Borgys