Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rotina

O sol brilha
Na manhã de domingo
A mão ferida
Não mais que o peito
Não mais que a vontade de viver
A rotina que se repete
Dia após dia
Na minha vida
Na vida de todos
Que aqui vive
Mais um dia
Vai se passando
Mais um domingo
Vai se repetindo
Mais um Esporte Espetacular
A cara velha do Léo Batista
Já me deu no saco
Preciso mudar minha vida
Eu queria estar na praia agora
Mas estou na varanda
Olhando os colibris
Queria ter alguém pra isso agora
Mas também não quero ter ninguém
Minha vida é uma rotina
Uma rotina de mudanças
Apenas os dias mudam
Apenas as horas passam
Apenas minha vida passa
E eu assisto de camarote
Na varanda onde o sol arde
Nos meus cornos doídos
De uma posição só
Uma posição rotineira
Minha vida é uma rotina
Uma droga de rotina
O horário de verão
Em nada ajuda
O tempo passar
A rotina não tem tempo
É eterna, é imortal
Não tem relógio
Não tem cronômetro
Maldita rotina
Não nasce, nem morre
Marcio Elias Martins
Enviado por Marcio Elias Martins em 06/11/2007
Código do texto: T725649

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcio Elias Martins
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 36 anos
41 textos (1540 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/17 17:22)
Marcio Elias Martins