Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mártir

Hoje o tempo parou.
até fiquei sem vontade de comer ou dormir
ou de descobrir o que está  por vir
de viver o presente ou o passado
um sintoma um tanto desanimado
mas peculiar, de transição.

Após um mês estagnado
como um branco desmemorizado
um respiro,
que me repõe um fôlego e raciocino
vejo um mundo sem sentido
que eu mesmo construi.

Um novo eu surgiu
sem que eu me desse conta
ele tomou o posto e assumiu
sem que eu fizesse afronta
e disse num tom sutil
"Deixe que exploda essa bomba..."

Então em mim reajo ardil
"Passei 21 anos dessa bomba tomando conta
calculei quando utilizá-la, pra onde aponta
então surge você com arder febril
me dizendo com esse ar sutil:
(zombando) mande tudo pra 'Putaquiupariu!?!'"

Ele sai. Mais uma vez o universo está salvo
e a bomba fica entre o desarmar e o ativar...
claro que com a explosão o mundo iria melhorar
claro que com convicção com isso eu iria ganhar
mas a graça está em conquistar...

sem NENHUMA destruição.
FlávioDonasci
Enviado por FlávioDonasci em 06/11/2007
Código do texto: T726456

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FlávioDonasci
São Paulo - São Paulo - Brasil
295 textos (12283 leituras)
6 áudios (347 audições)
1 e-livros (135 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 01:04)
FlávioDonasci