Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Laminas de Amor.





      Na porta do coração
olhava triste as laminas afiadas
cravadas no peito sangrando
derramando esperanças por ter
te amado por nada, nada.

com bocas unidas bebemos
no mesmo cálice amargo
conquistamos o mesmo calor
dos nossos corpos no ápice

das teias armadas da traição
transmutei a transformação
do opio em ódio em gosto de sal

Na falsidade brilhava teus olhos
na noite de nossa cançaõ
enquanto perdia no vento os pedaços
 dos meus versos no desejo

na tristeza em todo ou em parte
olhei para dentro de mim
para ter a certeza de não encontrar você.
demetrioluzartes
Enviado por demetrioluzartes em 06/11/2007
Código do texto: T726462

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (demetrio luzart). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
demetrioluzartes
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
978 textos (36481 leituras)
12 áudios (773 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 02:14)
demetrioluzartes