Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Madrugada

Céu aberto
em noite fechada,
faço força
e mantenho acordado
um desespero vigilante
no temor de meus olhos cerrados.
No vazio e frio
da madrugada faminta,
todo som é distante
e em algum lugar os ponteiros transitam,
brincando de trazer o dia,
adiando quase sem querer
a partida.
Ar doce e congelante,
exagero juvenil
nas andanças de um principiante.
Ler papel,
escrever papel.
Fazer do papel
a solução, o mel.
Dil Erick
Enviado por Dil Erick em 07/11/2007
Código do texto: T726978
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dil Erick
Macapá - Amapá - Brasil, 30 anos
326 textos (14238 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 19:51)
Dil Erick