Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O PENSAMENTO


Tem horas que penso,
Em parar de pensar,
Mas, fico suspenso,
A me indagar,
O pensar; repenso,
Não posso parar,
Se não um vácuo imenso,
Virá me habitar,
Tornar-me propenso,
A totalmente pirar,
A perder o senso,
E não recuperar,
O tino extenso,
Que me faz raciocinar.
Tem horas que fico tenso,
De tanto meditar,
Neurônios viram incensos,
E começam a queimar,
Causam um tumulto intenso,
Intenso duvidar,
A duvida não venço,
Pensar ou não pensar?
Já não me pertenço,
Nesse meu divagar,
“Sem documento, sem lenço”,
...Que vontade de gritar!
DELEY
Enviado por DELEY em 07/11/2007
Código do texto: T727310

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4964 textos (187790 leituras)
4 e-livros (1657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 17:20)
DELEY