Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Grades e Argolas







Desperta, levanta e abre a janela
E a vida lá fora vem a lhe sorrir
Contempla o céu e as coisas da terra
E agradece a Deus e diz que é  feliz

Acerta o relógio e faz o seu momento
A vida é um passatempo na dança das horas
Ignora a mim e aos meus sentimentos
Que se não te distrai por certo te consola

Ah! Quero crer que às vezes eu até te alegro
Lamento mas não sei fazer outra canção
Mas é  só ela  que trago  cá dentro do peito
E na voz  que ecoa do meu coração

Que vive da canção e dela se alimenta
Bem mais que as migalhas vindas do teu pão
E aquece minha alma e ela se contenta
De tudo que a mim foi ofertado...em vão

Quis a  sorte ou não assim eu ter nascido
E como merecido deu-me estas argolas
E fez de mim brinquedo do teu egoísmo
Quem sabe porque o mundo não me quis lá fora

E fez de tantos sonhos minhas negras asas
Mas...pra que quero asas se eu posso voar
Por mares e montanhas, por cima das casas
sem nunca ter visto a vida...por mim sequer passar

Ah! Mas o céu pode esperar...
E eu vou cantar...eu vou cantar...
petronio paes frança
Enviado por petronio paes frança em 08/11/2007
Código do texto: T728429
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
petronio paes frança
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
549 textos (20658 leituras)
2 áudios (40 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:18)
petronio paes frança