Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
FUMO DE ROLO

Que destino cruel e rude
eu que so fumava hollyood
estou vivendo sem consolo.
Fui passando para a migalha
fumando so cigarro de palha
hoje so tenho fumo de rolo.

Estando totalmente falido
não pude comprar o fluido
ficou sequinho meu isqueiro.
Olhei para ele magoado
ao ver um objeto importado
e eu durinho sem dinheiro.

Por causa do vício e desesperado
casquei alcool no marvado
pior que seco ele ficou.
Fui colocando parafina
experimentei ate gasolina
mas nada disso funcionou.

Aquela tremenda porcaria
que de jeito nenhum acendia
foi-me trasido de Abilene.
Mas o presente do amigo meu
ate que em fim acendeu
com um litro de querosene.
GIL DE OLIVE
Enviado por GIL DE OLIVE em 08/11/2007
Código do texto: T728529
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GIL DE OLIVE
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil
2600 textos (230406 leituras)
31 e-livros (2315 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 20:44)
GIL DE OLIVE