Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

contraste

De um lado a rosa, cheirosa, chorosa,
percebe o cravo, garboso e frágil.
Alma de mulher,
corpo de donzela.
É para ela o despertar dos amanhecidos beijos,
que dormiam com a madrugada.
Fadada ao amor inconstante,
diletante e esmorecido,
agora refulge com uma nova dimensão.
Deita-se na terra fértil,
à espreita dos calafrios orvalhados ,
pelo calor do corpo viril,
contemplando o céu endoidecido,
 testemunha de uma nova visão.
     GARDÊNIA
gardênia
Enviado por gardênia em 09/11/2007
Código do texto: T729772
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
gardênia
São Paulo - São Paulo - Brasil
397 textos (11591 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 08:37)
gardênia