Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amores Descartáveis

Reviro lixos como um cão -
Latas se vão,
Rolam abaixo,
Ladeira e coração:

Cada papel amassado
Pode ser uma notícia sua,
Uma pista nua, uma frase crua,
Algo que esclareça ou que eu esqueça,
De vez...

Cada migalha de pão
Podem ser sobras do nosso jantar
À luz de velas que se apagaram cedo,
Derretendo cera, derretendo seres...

Cada copo descartável
Traz a marca do batom que ninguém usa,
Ou o sabor do beijo, ou a cor da blusa,
A marca do seio, dos dentes na nuca...

Pleiteio quem não pode me ganhar.

10 de agosto de 2005
Teco Sodré
Enviado por Teco Sodré em 18/11/2005
Reeditado em 18/09/2008
Código do texto: T73178

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Teco Sodré
Salvador - Bahia - Brasil, 38 anos
274 textos (12536 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:00)
Teco Sodré