Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRÃO DE AREIA EM PRAIA DESERTA

AH MEU DEUS! COMO É BOM SER UM NADA
UM ÁTOMO DE AREIA IMERSO EM PRAIA IGNOTA
EM QUE NENHUM INFELIZ NÁUFRAGO
HÁ DE PISAR


COMO É BOM A SOLIDÃO DOS DIAS
MATURANDO A ESPERANÇA DO PORVIR
A VOZ DO SILÊNCIO SUSSURRANTE
OS MEUS PASSOS HÁ DE GUIAR


SOMENTE A VOZ DESSE ANJO
PARA QUE EU NÃO ANDE
EM PEDREGOSOS CAMINHOS
A MINHA ALMA DEVE ESCUTAR


SER DIVINO,SILENCIOSO
A QUEM OS INCAUTOS REJEITAM
POR NÃO SABEREM GUARDAR
SEU CONSELHO SALUTAR


SOMENTE A ELE EU OUÇO
NAS HORAS QUE ANTECEDEM O SONO
QUANDO NO FINAL DA NOITE,
UM NOVO DIA PRA ESPERAR
fabiano muniz
Enviado por fabiano muniz em 18/11/2005
Código do texto: T73232
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
fabiano muniz
Santos - São Paulo - Brasil, 41 anos
44 textos (7451 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:21)
fabiano muniz